terça-feira, agosto 01, 2006

"Fazendo a coisa certa"

"Se você pudesse, estaria sentado aqui ao meu lado agora,
porque você sabe que estamos fazendo a coisa certa"
Dan Gillerman, embaixador de Israel na ONU


As pessoas me perguntam, afinal, qual é que é a dessa guerra. Difícil mesmo entender que uma guerra pode ter razões que, só pelo conceito, se presumem racionais. Mas a ameaça que o Hizballah representa para Israel (e a ameaça que o terrorismo representa para o mundo) precisa ser combatida. Não defendo aqui nenhuma ação específica de Israel e definitivamente não escolhi hoje, um dia depois do infeliz ataque à Qana, para escrever sobre isso.

Acontece que só hoje, e só por acaso, achei o vídeo abaixo. Na minha opinião, o discurso do embaixador israelense na ONU logo nos primeiros dias da crise é o mais significativo de todo esse enrolo - por isso, e só por isso, reproduzo aqui. Acho que o Gillerman, em uma mensagem para o embaixador libanês, resume bem a razão dessa guerra. E ele tem razão quando diz a frase que abre o post.

Hoje, quando o premiê Olmert disse que não vai haver cessar-fogo agora, as palavras do Gillerman ressoam e explicam a posição de Israel. Olmert, in a speech in Tel Aviv (...) broadcast both on radio and television, said there were "still many days of fighting ahead of us. Missiles and rockets will continue to land, and hours of fear, uncertainty and yes - even pain, tears and blood - are still expected."

Tem muito pra ser dito, mas eu prefiro deixar que fale o Gillerman.



[ONU] Se o vídeo não funcionar, a íntegra do discurso de Gilerman está aqui.

3 comentários:

Anônimo disse...

não consegue o texto do discursso em português?

Anônimo disse...

discursso.............

leticia disse...

é um absurdo a situação não é mesmo, agora, depois de tanto tempo, tantas concessões, tanta devolução de terras...Ruim com Arafat, pior sem ele!!


diga o que vc acha do meu filosófico texto acessando
http://ubbibr.fotolog.com/layladiz/
beijão