terça-feira, abril 24, 2007

País dos judeus

Ontem passou pela minha cabeça uma coisa interessante. O país dos judeus comemora e relembra, nessa semana, os caídos nas guerras e em atentados e os 59 anos desde a independência. E os habitantes não judeus do país judeu? Acontece que eles não sentem isso de perto, claro. Acabei me tocando disso depois de pedir uma pizza nada kasher - com peperoni, carne moída e queijo - e de bater um papo com um árabe que trabalha comigo. Ele começou a comentar que os árabes também não comem porco, o que eu já sabia, e que tudo que eles compram é kasher, não porque eles seguem as leis dietéticas do judaísmo, mas porque não restam muitas opções - os supermercados do país dos judeus, afinal, são kasher...

E é assim, nesse país dos judeus. Comemora-se uma independência que os árabes chamam de tragédia, mesmo aqueles que não moram nos territórios, mesmo aqueles que trabalham e vivem entre os judeus. Chora-se pela morte de soldados que os árabes não foram, já que eles estão liberados do serviço militar, obrigatório para todo judeu e druso que completa dezoito anos. Vende-se comida controlada por uma kashrut que os árabes não precisam seguir, mas acabam respeitando, por tabela e falta de opção. País engraçado esse...

Chag Sameach, 59 anos não é moleza. Esses não têm sido.

3 comentários:

Ana Néca disse...

É... não somos só nós que nos alimentamos da contradição!...

Beijos em você!
Saudade always!

pm disse...

oi Gabriel!
tenho dado uma passadinha por aqui às vezes...
nem sempre, mas às vezes.
gostaria de ler mais. curti especialmente seu post sobre tel aviv - que eu sei que quer dizer "colinas da primavera", desde que eu li isso em algum lugar, acho que foi no livro "exodus", qdo eu tinha uns 14 anos...
mas enfim. passei pra deixar o abraço de um leitor que curte seu jeito de escrever. jeito esse que tem atiçado minha curiosidade e vontade em ir pra ssas bandas desérticas do planeta, a despeito da violência hehehehe!
um abração procê, shalom!
pedro mozart
pedro.mozart@hotmail.com

Adriane disse...

Oi,
em qualquer país do mundo vc pode observar que cada um tem suas leis assim como nos países dos árabes , dos indianos , dos ingleseses...etc,cada qual com suas regras alimentares e de comportamento, fazem parte de uma cultura e de sua historia , somos visitantes portanto é de bom tom respeitar , pois somos vistas e se isso não é do nosso agrado podemos voltar pra casa , sempre !
O legal de se viver em vários lugares é apreciar as diferenças e
valorizar a tolerancia e a coexistencia de grupos muito diferentes ,que em israel é um grande exemplo apesar de muitos problemas....

Adriane
adrianekrimberg@gmail.com